sexta-feira, 19 de maio de 2017

Carla Schwab e Eloir Jr., representam com sua arte, a Ucrânia e o Paraná em Brasília

Foto montagem: divulgação


O elegante Espaço do Hípica Hall em Brasília-DF recebe na quarta-feira, 31/05 às 19h, a 24ª. Edição do Sarau Chatô, evento cultural que celebra a Ucrânia e o Paraná, promovido pela Fundação Assis Chateaubriand e com patrocínio da Petrobras.

Entre os convidados pela Embaixada da Ucrânia no Brasil e Governo do Estado do Paraná, estarão presentes, e com seus trabalhos, os artistas visuais curitibanos, Carla Schwab e Eloir Jr.

Crédito: Lex Kozlik
Os artistas Carla Schwab e Eloir Jr.


O casal de artistas leva a Galeria de Arte do Sarau, trabalhos coloridos e cheios de simbologia dos laços entre Paraná e Ucrânia. Eloir Jr. resgata em suas pinturas as memórias trazidas pelos diversos povos ao Paraná em harmonia com araucárias, pinhões e gralha azul. “Procuro demonstrar a convivência harmoniosa das etnias que fazem de nossa terra, uma terra de todas as gentes”, diz.
Carla Schwab explora através de mandalas rendadas o universo vintage feminino com uma arte contemporânea sustentável. “Eu me inspiro nas lembranças e vivências, nas rendas executadas por minha mãe e avó”, relata a artista.

Das tramas aos rendados de Carla Schwab

Sagrada Ceia das Etnias de Eloir Jr.


Entre a gastronomia eslava e o barreado paranaense, a boa música da Terra de Guairacá e as kolomeikas, esta festa multicultural conta com a apresentação do Grupo Folclórico Ucraniano Verkhovena de Maringá-PR, Grupo Viola Quebrada e Branco Dipaulo. A Orquestra Filarmônica de Brasília dá o tom, e prestará uma homenagem aos dois países com canções temáticas que prometem fazer o público vibrar.
 O artesanato será representado pelas tradicionais pêssankas, as porcelanas ucranianas da Vessela Artes de Julia Bordun e colares confeccionados no tear de Simone Popovicz.

 Há quase 130 anos, desde que os primeiros imigrantes ucranianos chegaram ao Brasil, o Paraná acolheu a maioria das famílias que partiram do velho continente em busca de uma vida melhor e mantém, até hoje, a maior concentração de descendentes de ucranianos do País. Esta edição do Sarau Chatô, vai celebrar a herança cultural e hábitos de um povo que foi acolhido na Terra das Araucárias e que muito bem preserva com orgulho uma identidade étnica ímpar, de raízes milenares que se miscigenou ao Paraná.


Serviço:
24º Sarau Chatô celebra a cultura da Ucrânia e do Paraná
Local: Hípica Hall - Setor Hípico Sul, Área Especial, lote 8 (ao lado da Sociedade Hípica de Brasília – próximo ao Zoológico de Brasília)
Data: 31/05/2017
Horário: 19h
Entrada: Gratuita
Classificação indicativa: Livre
Informações: +55 61 3214-1379

 www.facbrasil.org.br 

Convite: divulgação

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Exposição Comemorativa ao Dia do Artista Plástico no Espaço Cultural da COPEL “ARS, GRATIA ARTIS”

Imagens: Carla Schwab

Os artistas: Kézia Talisin, Eloir Jr., Carla Schwab e Oswaldo Fontoura Dias

“Ars, Gratia Artis”, do latim, “Arte, pela Arte”, batiza a exposição no Espaço Cultural da COPEL e comemora o Dia do Artista Plástico no Brasil. 



Oito de Maio é a data que celebra uma das manifestações artísticas mais antigas da humanidade: a pintura. No mundo contemporâneo os artistas plásticos não são somente reconhecidos por suas pinturas, ela transcende e se ocupa além das telas e estão presentes em tridimensionais, vídeo artes, fotografias e demais suportes e ocupações artísticas onde o limite é a criatividade.  

Com coordenação do Artista e Design Oswaldo Fontoura Dias, a mostra “Ars, Gratia Artis” (Arte, pela arte) está em sua 2ª. edição e conta com 06 artistas paranaenses que realizaram releituras de grandes nomes da História da mundial.

As obras apresentadas nesta exposição, em pinturas, aquarelas e instalações artísticas não são somente releituras de artistas famosos, mas sim, o resultado minucioso de uma interpretação daquilo que se vê, originando uma nova criação dentro da técnica e linguagem visual de cada artista expositor, uma análise da própria concepção, ou seja, a “arte, pela arte”.

Artistas participantes:  Ana Müller, Carla Schwab, Eloir Jr., Kézia Talisin, Oswaldo Fontoura Dias e Tânia Leal.

Serviço:
ARS, GRATIA ARTIS – Exposição Comemorativa ao Dia do Artista Plástico
Local: Espaço Cultural da COPEL
Visitação: de 08/05 a 30/06/2017
De segunda a sexta-feira em horário comercial
Endereço: Rua José Izidoro Biazetto, 158-bl. A Mossunguê
Curitiba-PR
Telefone: 41 3331-3000
Entrada Franca 



Origem do Dia do Artista Plástico

O Dia do Artista Plástico surgiu para homenagear o pintor brasileiro José Ferraz de Almeida Junior, considerado um ícone entre os nomes mais importantes das artes plásticas no século XIX, no Brasil, considerado o precursor do regionalismo brasileiro.
José Ferraz de Almeida nasceu no dia 8 de maio de 1850, na cidade de Itu, interior de São Paulo e foi assassinado em 13 de novembro de 1899. Apenas em 1950 que o dia 8 de maio passou a ser oficialmente declarado o Dia do Artista Plástico Brasileiro.


A artista Ana Müller, criou três aquarelas em homenagem ao pintor inglês Joseph Mallord William Turner (1775-1851), com inspirações da obra “Harbour's Mouth” (1842).
Turner preocupa-se desde o início com os efeitos da luz sobre a paisagem e suas composições chegam a ter uma
qualidade onírica. Também foi admirável aquarelista, tendo sido em seu tempo um dos mais solicitados ilustradores de livros.
Título: “Emanação I, II e III”
Técnica: Aquarela s/papel
Dimensão: 35x30 cm cada obra



A Artista Carla Schwab, criou sua instalação artística “O Fio que levou ao Berço e desmanchou a renda”, com inspiração na obra “Madame Augustine Roulin balança um berço” (1889) do grande pintor expressionista holandês Vincent Van Gogh (1853-1890). Vincent apreciava cores fortes e grande quantidade de tintas à óleo, que se sobrepunha em camadas, uma sobre a outra.
Título: “O Fio que levou ao Berço e desmanchou a renda”
Instalação artística grafitada, tintas acrílicas, Tecido PET, barbante e trama em crochê









O artista Eloir Jr. criou sua “Monalisa Babuszka Ucraniana” em homenagem ao pintor e cientista italiano Leonardo da Vinci (1452-1519), com inspiração na obra “A Gioconda”, iniciada em 1503. Da Vinci foi um dos mais importantes pintores do Renascimento Cultural, considerado um gênio, pois mostrou-se um excelente anatomista, engenheiro, matemático músico, naturalista, arquiteto, inventor e escultor. Seus trabalhos e projetos científicos quase sempre ficaram escondidos em livros de anotações (muitos escritos em códigos), e foi como artista que conseguiu o reconhecimento e o prestígio das pessoas de sua época.
Título: “Monalisa Babuszka Ucraniana”
Técnica: Assemblage e acrílica s/tela
Dimensão: 80x60 cm







A artista Kézia Talisin, criou sua instalação aérea na forma de móbile em homenagem a Pieter Cornelis Mondrian (1872-1944), importante pintor modernista holandês. Com inspirações da obra “Composição em vermelho, amarelo e azul” (1921).
Mondrian teve suas obras influenciadas pelo pensamento teosófico, naturalismo e impressionismo. Destacou-se com obras abstratas geométricas, principalmente trabalhando com formatos retangulares. Utilizou em suas obras cores primárias (vermelho, azul, branco, preto, amarelo), considerava estas como as cores elementares do Universo.
Títulos: “Aéreo de Mondrian”
Instalação artística com papéis coloridos, bastidor e fio de nylon.








O Artista Oswaldo Fontoura Dias, criou sua instalação aérea “O filho invisível do homem” com inspiração na obra, “O filho do homem” (1964) pintada pelo artista belga surrealista René Magritte (1898-1967).    Uma marca significativa na obra de Magritte é sua suposta incoerência, interpretando em seus trabalhos, a leitura da linguagem dos sonhos e da imaginação, caracterizada por imagens enigmáticas e ilógicas, em um estilo muito pessoal, facilmente identificável, o chapéu coco é um dos elementos simbólicos marcantes em suas obras.
Título: “O Filho invisível do Homem”
Instalação artística aérea em madeira, com recorte vazado da figura humana, tintas acrílicas e objeto (maçã) em resina.



A Artista Tânia Leal, criou suas figurações femininas com inspirações nos retratos do grande pintor e escultor italiano Amedeo Clemente Modigliani (1884-1920). Tânia pintou a esposa de Modigliani em três obras, “Jeanne Hébuterne em Um grande Chapéu”, “Sentada com o braço sobre o espaldar”e seu “Retrato”. 
Modigliani valorizava cores como o vermelho e o amarelo, buscou mostrar alguns sentimentos humanos ligados principalmente, à tristeza e melancolia, seus traços são simples, porém marcados por forte expressão.
Títulos: “Retrato de Jeanne Hébuterne”
Técnica: Acrílica s/tela
Dimensão: 80x60 cm










segunda-feira, 24 de abril de 2017

Espaço de Arte Francis Bacon da Ordem Rosacruz inaugura a Exposição "Pentatóricos"

Crédito fotográfico: Felipe Sekula e Gabriela Sekula
Foto montagem: Os artistas e seus espaços


Abertura Oficial da Exposição "Pentatóricos" no Espaço de Arte Francis Bacon da Ordem Rosacruz

Na última quarta-feira, 19/04, o Espaço de Arte Francis Bacon da Ordem Rosacruz, inaugurou a exposição de artes visuais “Pentatóricos”, dos artistas Carla Schwab, Eloir Jr., Oswaldo Fontoura Dias, Tânia Leal e Waltraud Sekula.

Fotografia: Felipe e Gabriela Sekula
Na foto: Vivian Tedardi (Supervisora Cultural) e Marcela Lobo 
(Coordenadora do Espaço de Arte Francis Bacon)

A mostra foi recepcionada pela coordenadora do Espaço, Sra. Marcela Lobo, pela Supervisora Cultural, Sra. Vivian Tedardi e colaboradores da Ordem Rosacruz que receberam os artistas e seus familiares, convidados e demais integrantes da classe artística.

Com coordenação de Eloir Jr. e curadoria dos próprios artistas, a mostra apresenta mais de 30 trabalhos, entre pinturas, aquarelas e interferências artísticas em mobiliário e retrata a presença individual e o universo pictórico de cinco artistas visuais de diferentes trajetórias e geração, que sob a ótica particular de suas linguagens artísticas e processos matéricos, fomentam possibilidades no Espaço de Arte.
Carla Schwab trama suas rendas bidimensionais em mandalas, Eloir Jr., exalta as formas, as possibilidades e a policromia de suas Matriochkas, Oswaldo Fontoura Dias transita pelo design com tridimensionais mobiliários entre as suas pinturas sobre tela, Tânia Leal eleva a figuração do cotidiano feminino, e com impecável sutileza Waltraud Sekula, utiliza a aquarela como meio de expressar a sua visão poética da natureza. A paixão pela arte que produzem amálgama estes artistas, e a ocupação cultural retrata este mosaico multifacetado de temas e cores. Juntos, comungam arte e irão instigar os sentidos dos visitantes através de suas percepções.

*Pentatóricos é a união da palavra “Penta” (cinco) e Pictóricos (que é relativo a imagem e a pintura, que pode ser visualmente representado).

Serviço:
Exposição de Artes Visuais ”Pentatóricos”
Visitação: 20/04 a 09/06/2017
Horário: de segunda a sexta-feira das 13h30 às 17h.
Local: Espaço de Arte Francis Bacon – Ordem Rosacruz (AMORC)
Endereço: Rua Nicarágua, 2620 – Bacacheri
Curitiba-PR
Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita

Créditos fotográficos: Felipe Sekula e Gabriela Sekula
Criação da Logo: Oswaldo Fontoura Dias
Assessoria de Imprensa da Ordem: Emanuelle Spack
Coordenadora do Espaço e Supervisão Cultural: Marcela Lobo e Vivian Tedardi

Sobre os Artistas:

Das Tramas aos Rendados
Fotografia: Carla Schwab 
Carla Schwab
Pelotense-RS radicada em Curitiba-PR é Artista Visual atuante há 23 anos, é graduada em Artes visuais pela UFPel-RS e Professora de Artes em estudos de materiais e técnicas de pintura.  Em Suas obras de teor contemporâneo-sustentáveis da Série Rendados, coloca em evidência o aproveitamento de materiais, colaborando com a boa vivência entre o descartável e a responsabilidade social. Seus trabalhos participam das edições da Casa Cor Paraná e em outros Estados, sendo premiada como melhor trabalho relacionado com a sustentabilidade.  Em 2011 participou de exposições por cidades francesas e em 2013 e 2015 no Carrosel Du Louvre em Paris, tendo seu trabalho catalogado no Guia Internacional de Arte Contemporânea na Europa.



Matriochka La Catrina
Fotografia: Eloir Jr.
Eloir Jr.
É artista visual curitibano, pós-graduado pela EMBAP-PR e graduado pela UTP-PR, curador e colunista cultural do Sztuka Kuritiba e Revista Paulista Coluna de Arte&Cultura Paranaense. Expõe profissionalmente em mostras individuais, coletivas, e salões de arte desde 1997, obtendo 12 premiações durante este período e suas obras estão em coleções de acervos nacionais, internacionais, livros de arte. Em 2010 representou o Estado do Paraná na cidade francesa de Vaire-Sur-Marne e em 2013 participou de exposição no Carrousel Du Louvre em Paris.






Escultura: Mini cadeiras
Fotografia: Felipe e Gabriela Sekula
Oswaldo Fontoura Dias
Designer e artista visual iniciou seus trabalhos na década de 1980. Para ele, a arte, depois do amor, é a forma de expressão mais autêntica e espontânea que existe. Nesse sentido, o artista usa também a arte como meio de comunicação. O século XXI, com seus inúmeros recursos tecnológicos, transformou o convívio das pessoas numa sociedade imagética, de onde a necessidade da reflexão artística para dar sentido ao pensamento contemporâneo.






Figura Feminina
Fotografia: Tânia Leal
Tânia Leal
É artista visual graduada há 40 anos pela UDESC em Florianópolis e Professora de Pintura
em seu próprio Atelier. Desde 2000 participa de inúmeras exposições, salões de arte e mostras internacionais, tendo seu trabalho editado no Guia de Arte Contemporânea durante sua exposição no Carrousel Du Louvre em 2015. Tânia é figurativa e adora o universo feminino. “Pintar é minha libertação”, relata.









Série: Caracoles de Arena
Fotografia: Waltraud Sekula 
Waltraud Sekula
Formada em Farmácia e Bioquímica e autodidata em artes, é atuante há 40 anos em galerias de arte.  Apaixonada pela natureza, e observadora, iniciou bem cedo desenhando e pintando livremente. Como autodidata, é uma pesquisadora, aliando o desenho, a parte pictórica com a cultura e formando argumentos sobre o que produz. Pesquisa e experimenta técnicas e efeitos de modo a criar e desenvolver algo novo, inusitado.

Em seu currículo constam centenas de exposições, Salões de Arte e premiações, quatro Salas “Hours Concours”, entre textos e críticas, ilustração de livros, agendas, calendários e demais atividades culturais.

sábado, 15 de abril de 2017

Espaço de Arte Francis Bacon da Ordem Rosacruz, recebe a exposição "Pentatóricos"

Foto montagem: Divulgação

O Espaço de Arte Francis Bacon da Ordem Rosacruz, inaugura nesta quarta, 19/04 às 19h a exposição de Artes Visuais “Pentatóricos”. Com coordenação de Eloir Jr. e curadoria dos próprios artistas, a mostra apresenta 30 trabalhos, entre pinturas, aquarelas e interferências artísticas em mobiliário e retrata a presença individual e o universo pictórico de cinco artistas visuais de diferentes trajetórias e geração, que sob a ótica particular de suas linguagens artísticas e processos matéricos, fomentam possibilidades no Espaço de Arte.

Logo: Oswaldo Fontoura Dias

Carla Schwab trama suas rendas bidimensionais em mandalas, Eloir Jr., exalta as formas, as possibilidades e a policromia de suas Matriochkas, Oswaldo Fontoura Dias transita pelo design com tridimensionais mobiliários entre as suas pinturas sobre tela, Tânia Leal eleva a figuração do cotidiano feminino, e com impecável sutileza Waltraud Sekula, utiliza a aquarela como meio de expressar a sua visão poética da natureza. A paixão pela arte que produzem amálgama estes artistas, e a ocupação cultural retrata este mosaico multifacetado de temas e cores. Juntos, comungam arte e irão instigar os sentidos dos visitantes através de suas percepções.

*Pentatóricos é a união da palavra “Penta” (cinco) e Pictóricos (que é relativo a imagem e a pintura, que pode ser visualmente representado).

Serviço:
Exposição de Artes Visuais ”Pentatóricos”
Abertura com coquetel: 19/04 das 19h às 22h
Visitação: 20/04 a 09/06/2017
Horário: de segunda a sexta-feira das 13h30 às 17h.
Local: Espaço de Arte Francis Bacon – Ordem Rosacruz (AMORC)
Endereço: Rua Nicarágua, 2620 – Bacacheri
Curitiba-PR
Classificação indicativa: livre
Entrada gratuita

Sobre os Artistas:

Carla Schwab
Pelotense-RS radicada em Curitiba-PR é Artista Visual atuante há 23 anos, é graduada em Artes visuais pela UFPel-RS e Professora de Artes em estudos de materiais e técnicas de pintura.  Em Suas obras de teor contemporâneo-sustentáveis da Série Rendados, coloca em evidência o aproveitamento de materiais, colaborando com a boa vivência entre o descartável e a responsabilidade social. Seus trabalhos participam das edições da Casa Cor Paraná e em outros Estados, sendo premiada como melhor trabalho relacionado com a sustentabilidade.  Em 2011 participou de exposições por cidades francesas e em 2013 e 2015 no Carrosel Du Louvre em Paris, tendo seu trabalho catalogado no Guia Internacional de Arte Contemporânea na Europa.




Eloir Jr.
É artista visual curitibano, pós-graduado pela EMBAP-PR e graduado pela UTP-PR, curador e colunista cultural do Sztuka Kuritiba e Revista Paulista Coluna de Arte&Cultura Paranaense. Expõe profissionalmente em mostras individuais, coletivas, e salões de arte desde 1997, obtendo 12 premiações durante este período e suas obras estão em coleções de acervos nacionais, internacionais, livros de arte. Em 2010 representou o Estado do Paraná na cidade francesa de Vaire-Sur-Marne e em 2013 participou de exposição no Carrousel Du Louvre em Paris.







Oswaldo Fontoura Dias
Designer e artista visual iniciou seus trabalhos na década de 1980. Para ele, a arte, depois do amor, é a forma de expressão mais autêntica e espontânea que existe. Nesse sentido, o artista usa também a arte como meio de comunicação. O século XXI, com seus inúmeros recursos tecnológicos, transformou o convívio das pessoas numa sociedade imagética, de onde a necessidade da reflexão artística para dar sentido ao pensamento contemporâneo.









Tânia Leal
É artista visual graduada há 40 anos pela UDESC em Florianópolis e Professora de Pintura
em seu próprio Atelier. Desde 2000 participa de inúmeras exposições, salões de arte e mostras internacionais, tendo seu trabalho editado no Guia de Arte Contemporânea durante sua exposição no Carrousel Du Louvre em 2015. Tânia é figurativa e adora o universo feminino. “Pintar é minha libertação”, relata.










Waltraud Sekula
Formada em Farmácia e Bioquímica e autodidata em artes, é atuante há 40 anos em galerias de arte.  Apaixonada pela natureza, e observadora, iniciou bem cedo desenhando e pintando livremente. Como autodidata, é uma pesquisadora, aliando o desenho, a parte pictórica com a cultura e formando argumentos sobre o que produz. Pesquisa e experimenta técnicas e efeitos de modo a criar e desenvolver algo novo, inusitado.

Em seu currículo constam centenas de exposições, Salões de Arte e premiações, quatro Salas “Hours Concours”, entre textos e críticas, ilustração de livros, agendas, calendários e demais atividades culturais.



domingo, 9 de abril de 2017

Exposição "Moja Babuszki" de Eloir Jr. na Casa da Cultura Polonesa Pe. Karol Dworaczek

 
Foto Montagem: Divulgação

A Casa da Cultura Polonesa Pe. Karol Dworaczek, na colônia Murici em São José dos Pinhais-PR, inaugura em 12/04 a Exposição individual “Moja Babuszki" do artista plástico e curador Eloir Jr.
O casarão histórico e cultural de vivências eslavas reúne mais de vinte trabalhos e uma instalação aérea que retratam a assinatura artística do artista na forma de babuchkas e matriochkas.

Imagem: Divulgação


“Moja Babuszki”, que em polonês significa “Minhas Babuchkas” e carinhosamente “minhas vovós”, é uma coletânea lúdica e sacra, com muita influência eslava, onde o artista expressa seu icônico e preferido tema pictórico através das tradicionais bonecas de encaixar, e neste processo surgem referências as grandes atrizes, lendas e demais personalidades que interagem também com santos católicos em cenários paranistas.  
Os bidimensionais de Eloir Jr. exteriorizam a riqueza cultural das milenares Ucrânia e Polônia, e seus personagens incorporam esta figuração geométrica em harmonia com gralhas azuis, pinhões, araucárias e lambrequins, remetendo a gênese da colonização paranaense.   

Crédito: Lex Kozlik
Sobre o artista:
Nascido em Curitiba-PR, Eloir Jr. é Artista Plástico e curador, pós-graduado pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná e graduado pela Universidade Tuiuti do Paraná. Colunista cultural do Sztuka Kuritiba, Arte&Cultura Paranaense da Revista Paulista e Coluna Arte da Revista Virtual Cultural Carlos Zemek.
Expõe profissionalmente seus trabalhos artísticos em mostras individuais, coletivas e salões de arte desde 1997 com participações em algumas edições da Casa Cor Paraná, e obtendo 12 premiações durante este período. Suas obras estão em coleções de acervos nacionais, internacionais e livros de arte e cultura.  
Em 2010 representou com suas pinturas o Estado do Paraná na cidade francesa de Vaire-Sur-Marne, em 2013 participou de exposição no Carrousel Du Louvre em Paris e em 2016 na Biblioteca Pública de Nova Iorque.
Há 20 anos é estudioso das etnias européias que imigraram e colonizaram a terra Paranaense, com enfoque principal na cultura eslava da Polônia e Ucrânia, onde não só expressa a pintura sobre tela, como também o artesanato cultural destes países.
Seu trabalho é alegre, colorido e resgata as memórias culturais trazidas pelos diversos povos. Inspirando-se nos folclores polonês e ucraniano, o artista consegue demonstrar a convivência harmoniosa das etnias com os ícones paranaenses como a gralha azul, araucárias e pinhões.

SERVIÇO:
Exposição de Arte: “MOJA BABUSZKI”
Local: Casa da Cultura Polonesa Pe. Karol Dworaczek
Rua João Lipinski, 1001 – Miringuava-Colônia Murici
São José dos Pinhais – PR
Abertura da exposição: 12/04 às 15h30min
Período expositivo: 12/04 a 01/06/2017
Entrada: Gratuita
Classificação: Aberto a todos os públicos
Telefone: 41 – 3635-1545

Casa da Cultura Polonesa Pe.Karol Dworaczek
Imagem: Divulgação



quinta-feira, 30 de março de 2017

Kézia Talisin firma parceria com a Marbô-Bakery em curadoria e organização de eventos.

Na foto: o Chef Marcos Bortolozo e a Artista/Curadora Kézia Talisin  

Fortalecendo a proposta de trabalho da Marbô Bakery como espaço gastronômico e cultural único, o chef Marcos Bortolozo firma parceria para ampliar a atuação com Curadoria e Organização de Eventos com a artista visual Kézia Talisin.

Imagem: Divulgação
Interior da Marbô-Bakery


Com formação e experiência nas áreas de Eventos e Artes Visuais, Kézia Talisin, maringaense radicada em Curitiba, ingressa o time Marbô a fim de diversificar as atividades da casa mais charmosa da cidade.

“A proposta é fazer um intercâmbio das artes de maneira que o cliente que frequenta a casa sempre veja novidade e consequentemente crie o hábito de consumir arte. Também, proporcionar uma estrutura ao artista que pretende divulgar a sua produção. Além de agregar uma diversidade de eventos sociais e culturais ao espaço.” Afirma Kézia Talisin

“O espaço físico que ocupamos e a proposta de existência da Marbô remetem duplamente à arte. Com o propósito de proporcionar a melhor experiência sensorial aos nossos clientes, a valorização do ambiente com obras de artes selecionadas é essencial por propiciar um clima especial para comemorações, celebrações e reuniões.” Declara o Chef.

A Marbô Bakery localizada na histórica Residência Belotti, centro da capital paranaense, agrega restaurante, café e padaria artesanal.

Entre em contato para expor sua produção artística, realizar eventos corporativos ou sociais.

SERVIÇO:
Local: Marbô Bakery – Residência Belotti
Endereço: R. Dr. Faivre, 621 - Centro, Curitiba – PR
Horário de atendimento: Segunda a sexta-feira das 11h às 18h
Sábado e domingo das 10h às 17h
Eventos e vernissage – conforme agenda

Telefone: (41) 3121-1547 / 99871-0176 E-mail: eventos.marbo@gmail.com

Imagem: Divulgação

sábado, 25 de março de 2017

“O Surreal Polonês aos Olhos da Arte” na Casa da Cultura Polônia Brasil

Arte do convite: Axel Giller
"Latający Pieróg", ilustração digital de André Brik

A Casa da Cultura Polônia Brasil em Curitiba-PR inaugura nesta quinta-feira, 30/03 às 19h, a exposição
 "O Surreal Polonês aos Olhos da Arte”.

A mostra inspirada no surrealismo com aspectos sócio-culturais poloneses está em itinerância cultural, e já foi vista nos principais espaços oficiais e educacionais do Estado do Paraná tendo sua primeira edição inaugurada em agosto de 2016 na Galeria de Arte Erich Herbert Will em União da Vitória-PR. Com idealização da Prof.ª Marisa M. Klobukoski Marcon, coordenação de Ludmiła Pawłowski, professora de língua polonesa e de sua aluna Fernanda Strobino, o projeto cultural tem o apoio do Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba, Casa da Cultura Polônia Brasil e Associação Cultural Polska-Braziliana Karol Wojtyła e estará agora em cartaz na Capital Paranaense.

A exposição de Artes visuais conta com 22 artistas paranaenses convidados a criar trabalhos artísticos na linguagem Surreal com a temática social, cultural, geográfica, religiosa, educacional, artística entre outras que remetam a milenar Polônia, tendo como objetivo a universalização do conhecimento sobre aquele País e a sua cultura. Para tanto, cada um dos artistas escolheu um dos temas de sua preferência no contexto polônico e criou um trabalho exclusivo para a mostra. Os materiais para a realização do projeto foram adquiridos por meio do apoio financeiro do Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba, com a participação dos próprios artistas de forma voluntária.

Os quadros fazem parte do acervo da Associação Cultural Polska-Braziliana Karol Wojtyła e Secretaria da Cultura de União da Vitória-PR que tem como objetivo da mostra a valorização e resgate da cultura Polonesa deixada por seus antepassados.
Artistas participantes: Aclair Helena Bailke, Ana Inêz Schreineiner , André Brik, Claudio Boczon, Elaine Stankiwicz, Eloir Jr., Everly Giller, Felipe Pétola, Heliana Grudzien, Israel Checozzi, Izabel Liviski, Janete Azeredo, Juliana Kudlinski, Keh Michelotto, Léo Ferreira, Márcia Széliga, Maria Salette Strobino, Mari Inês Piekas, Marlon Bauer, Schirlei Freder, Simone Koubik e Ulisses Teixeira.

Serviço:
Exposição “O Surreal Polonês aos Olhos da Arte”
Abertura: 30 de março de 2017, às 19h
Visitação: de 31/03 a 26/05/2017
Local: Casa da Cultura Polônia-Brasil
Alto São Francisco
Rua: Ébano Pereira, 502
Curitiba-Paraná.
Entrada Franca

Mais informações:
http://poloniabrasil.org.br
55 41 3088-0708

Foto Montagem: Algumas obras que compõem a exposição.



quinta-feira, 9 de março de 2017

Artista Português Eduardo Bragança expõe no La Pasta Gialla – Park Shopping Barigui

Fotografia: Carla Schwab

O La Pasta Gialla, um dos restaurante mais tradicionais da culinária italiana na cidade de Curitiba, com sua unidade no Espaço Gourmet do Park Shopping Barigui, apresenta desde 2014, a Gastronomia apreciada com Arte, que de lá para cá, sob a curadoria de Eloir Jr. e orientação de Carla Schwab, mantém a presença de obras em exposições especiais de artistas paranaenses.
 “Tenho Sérios Poemas Mentais” é a recente exposição do artista português Eduardo Bragança neste espaço e a mostra pode ser visitada até 30/06/2017.
As abstrações de Bragança surgem de seu gestual forte, cheias de simbolismos iconográficos, cores e referências literárias. De grandes proporções, seus bidimensionais funcionam como obras que sugerem uma leitura atenta com valores sentimentais, pois a ação pictórica, tanto no movimento/cor, quanto nas palavras grafitadas, colocam o observador a refletir sobre vivências, ações e sociabilização.
A mostra “Tenho Sérios Poemas Mentais”, transmitem a percepção, recados velados e a sensibilidade do artista através da pintura contemporânea.

Fotografia: Carla Schwab 
Sobre o Artista:
Eduardo Bragança é artista plástico português, da cidade do Porto, e reside atualmente em Curitiba-PR. Formou-se em Design de Moda e Design de Calçados, trabalhou durante seis anos neste setor em mercados internacionais. Mais tarde, direciona-se para outros campos de design e estabelece-se como consultor de design publicitário e web.
O universo da pintura surge em 2003 num contexto de comunicação alternativa e de interação dos seus ideais estéticos. Em 2005, após apresentação da sua primeira exposição, é convidado a pertencer ao arquivo do Registro Nacional, em vídeo, dos Artistas Plásticos portugueses, para a Cinemateca Portuguesa. Em Julho de 2006, a revista Grega Freemag, revela seu trabalho em 03 páginas destacando “Uma nova revelação da pintura contemporânea”, passando desde então a integrar coleções privadas internacionalmente.

Serviço:
Exposição: “Tenho sérios poemas mentais” de Eduardo Bragança
Local: La Pasta Gialla - Park Shopping Barigui
Park Shopping Barigui, Park Gourmet, Curitiba-PR
Endereço: Rua Pedro Viriato Parigot de Souza, 600 - Mossunguê
Telefone: (41) 3317-6910
Visitação: Até 30/06/2017

Horário de funcionamento do Shopping

Fotografia: Eduardo Bragança

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

"Dialogando com Matisse" de Kézia Talisin, no Rauxa Cafè i Bistrot

Fotografia: Kézia Talisin


O aconchegante La Rauxa Cafè i Bistrot no Ahú em Curitiba-PR, inaugura a Exposição individual “DIALOGANDO COM MATISSE"  da artista plástica Kézia Talisin.
Com curadoria de Eloir Jr. e da própria artista, a exposição que já foi vista nos principais espaços culturais da capital paranaense estará em cartaz até abril de 2017 no La Rauxa. A mostra reúne 06 trabalhos em recortes e colagens sobre tela inspirados nos símbolos de Matisse.

Fotografia: Kézia Talisin


Sobre a mostra:
“Eu sinto através da cor”, assim Matisse define sua arte, usando a cor como principal elemento de suas telas e a utiliza na sua forma pura, sem nuances nem misturas. Neste diálogo pictórico, a arista Kézia Talisin apresenta sua nova série inspirada nos símbolos orgânicos do grande mestre fauvista.
Dialogando com Matisse é o resultado da pesquisa da artista com novas possibilidades que ultrapassam a esfera da pintura, seu gestual nesta coletânea transcende os pincéis e tintas e incorpora-se na composição de recortes e colagens simbolistas em tranqüila prosa com sua assinatura artística, as curvas em arabescos.  Decompor a identidade visual de Matisse, para criar uma nova proposta sobre tela através dos papéis recortados em figurações geométricas e de natureza morta, nos faz refletir sobre o tempo e a ação depositados em cada trabalho criado por Kézia Talisin, pois o resultado reage de acordo com a materialidade contemporânea utilizada, em contraponto com a realidade proposta por Matisse nos XIX e XX, é preciso estar íntimo dela, tanto no purismo formal destas figurações, quanto na nova leitura de obra proposta pela artista, são ritmos e dinâmicas afinados com suas colagens oferecendo ao espectador uma nova visão e reflexão sobre as possibilidades da arte no século XXI. 

Sobre a Artista:
Kézia Talisin, maringaense radicada em Curitiba desde o início da década de 1980, é artista visual pós-graduada em Artes Visuais da Cultura à Criação pelo SENAC–PR.; Educação, Desenvolvimento e Meio Ambiente pela UFPR; Planejamento e Organização de Eventos pela UNICURITIBA e Bacharel em Turismo pela Universidade Tuiuti do Paraná. Cursou materiais e técnicas de pintura na Associação Cultural Solar do Rosário por sete anos sendo os dois últimos como monitora da professora e artista visual Carla Schwab e pintura em cerâmica no Stúdio Christina Carneiro. É assistente curatorial desde 2012 nas mostras do grupo de arte contemporânea Art.con e Óia Nóis, do qual participa desde 2008 e curadora Oficial do Doce Morena Bistrô e Café. Em seu percurso artístico destacam-se acervos nacionais e internacionais e exposições coletivas, individuais, instalações artísticas e salões de arte em espaços culturais oficiais pelo Estado do Paraná e no Brasil e alguns países europeus, dentre eles, duas exposições coletivas nas cidades francesas de Saint Thibault des Vignes e Var-Sur-Marne. Em dezembro de 2012 a artista iniciou atividades em ateliê próprio instalado no bairro Bom Retiro em Curitiba - PR. Em outubro de 2015, participou do Carrousel du Louvre em Paris na França.

Serviço:
Exposição "DIALOGANDO COM MATISSE” de Kézia Talisin
Local: La Rauxa Cafè i Bistrot
Visitação: de 17/02 a 30/04/2017
Das 11h às 19h
Endereço: Rua Eurípedes Garcez do Nascimento, 906 - Ahú
Telefone: 41 - 3049-6942
WWW.larauxa.com.br

Entrada Franca
Imagem: Divulgação

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

MATRIOCHKAS DO CARNAVAL DE OUTRORA

Mansão Hasbaya em São Paulo inaugura a Exposição “InformaSamba em Forma de Arte” com obras do Artista Curitibano Eloir Jr.

Curitiba é homenageada no Carnaval Paulistano e paralelamente acontece em São Paulo a exposição "InformaSamba em forma de arte" na Mansão Hasbaya com a temática "Folia de Momo".
Propiciando uma maior interação entre as artes, e a mais significativa cultura popular brasileira, o Carnaval, a exposição “InformaSamba em Forma de Arte”  entrelaça as técnicas de pintura do artista plástico convidado, o curitibano  Eloir Jr. com as artistas paulistanas Suely Shiba e Ana Bittar , utilizando cada um deles o seu próprio estilo, criaram trabalhos inusitados para o evento cultural apresentando ao público da “terra da Garoa”, o quão belo foram retratados seus desfiles e personagens, seja nas escolas de samba ou blocos carnavalescos. A mostra tem produção cultural do Jornalista Mauricio Coutinho e Mara Porto.

Eloir Jr. criou cinco trabalhos inspirados no carnaval de outrora, onde as tradicionais marchinhas dão enredo a sua assinatura artística, as famosas Matriochkas eslavas. 
Serviço:
Exposição: “InformaSamba” em Forma de Arte
Abertura: 20 de fevereiro, às 19 h
Visitação: 20 a 28/02/2017 em horário comercial
Local: Mansão Hasbaya
Endereço: Rua dos Franceses, 518, próximo a Av. Paulista
São Paulo-SP
Visitação Gratuita
mba ou blocos carnavalescos.

Eloir Jr. criou cinco trabalhos inspirados no carnaval de outrora, onde as tradicionais marchinhas dão enredo a sua assinatura artística, as famosas Matriochkas eslavas. 

Matryoszka Pierrot
Acrílica s/tela - 60x50 cm
Em homenagem a marchinha de carnaval "Pierrot Apaixonado"

Matryoszka Arlequim
Acrílica s/tela - 60x50 cm
Em homenagem a marchinha de carnaval "Máscara Negra"


Matryoszka Chiquita Bacana lá da Martinica
Acrílica s/tela - 60x50 cm
Homenagem a marchinha de carnaval "Chiquita Bacana"

Matryoszka Colombina
Acrílica s/tela - 60x50 cm
Homenagem a marchinha de carnaval "Pierrot Apaixonado"

Matryoszka Nêga Maluca
Acrílica s/tela - 60x50 cm
Homenagem a marchinha de carnaval "Nêga Maluca"

Convite