segunda-feira, 2 de julho de 2018

Casa da Cultura de Colombo-PR recebe a exposição “A Contribuição Histórica da Mulher Negra no Brasil”


Artistas e suas obras

A mostra reúne obras de 15 artistas plásticos curitibanos, sob a coordenação de Carla Schwab e Eloir Jr. A exposição fez parte da 16a. Semana Nacional de Museus promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus/IBRAM e já foi vista no Espaço Cultural IPO em Curitiba.

Segundo os coordenadores da exposição, a mostra busca resgatar a memória cultural que enriquece há séculos a expressão negra e permanecerá na Casa da Cultura de Colombo, com visitação gratuita, até 30 de julho. Ainda de acordo com eles, cada obra conta com um QR Code (endereço eletrônico) com o qual o público poderá obter informações complementares a respeito das obras. “O público poderá interagir com os trabalhos buscando detalhes sobre as personalidades tratadas ou do ato cultural por meio do aparelho celular ou outro dispositivo móvel”, explica Eloir Jr.

Obras em exposição
Fortes e liberais, artistas e guerreiras, amas de leite, escritoras, ativistas, mães e religiosas, todas as mulheres negras são muito bem retratadas em diferentes linguagens, técnicas e percepções artísticas de Ana Lectícia Mansur, Ari Vicentini, Bia Ferreira, Carla Schwab, Cecifrance Aquino, Celso Parubocz, EloirJr., Katia Velo, Kezia Talisin, Luciana Martins, Luiz Felix, Marcio Prodocimo, Oswaldo Fontoura Dias, Raquel Frota e Tania Leal.

Transcorridos 130 anos da assinatura da Lei Aurea, ainda observamos níveis de discriminação racial, porém a história nos narra a saga de personalidades negras que exemplificam a incansável trajetória em busca de seus objetivos e direitos, hoje adquiridos e relevantes para a construção do Brasil. Esta exposição tem como objetivo provocar a reflexão do visitante”, destaca Eloir Jr.

Imagem: Divulgação
Serviço:
Exposição “A Contribuição Histórica da Mulher Negra no Brasil”
Data: 03 a 30/07/2018
De segunda a sexta-feira, das 8h as 12h e das 13h as 17h
Local: Casa da Cultura
Endereço: Rua XV de Novembro, 105 - Centro
Colombo-PR



QR Code sobre as pinturas em exposição.




terça-feira, 19 de junho de 2018

Exposição “ImaginOrion” de Luiz Felix, no La Pasta Gialla

Crédito: Carla Schwab


 Arte para degustar!
O La Pasta Gialla, um dos restaurantes mais tradicionais da culinária italiana na cidade de Curitiba, com sua unidade no Espaço Gourmet do Park Shopping Barigui, apresenta desde 2014 a Gastronomia apreciada com Arte, que de lá para cá, sob a curadoria e orientação dos artistas visuais Carla Schwab e Eloir Jr., mantém a presença de obras em exposições especiais de artistas paranaenses e convidados.

Panorama expositivo
Crédito: Carla Schwab


Sobre a mostra:
Arte e Ciência circulam na paleta e nos estudos pictóricos do artista Luiz Felix, que dedica sua recente produção a captura dos movimentos da nebulosa de Orion através da expressão da pintura. Trata-se de uma série abstrata, de consistência gasosa e policromática, que utiliza a sutileza de pinceladas a óleo para movimentar sua constelação.

As nebulosas contêm aglomerações de estrelas, poeira e gás, muitas vezes formando figuras que nos permitem reconhecê-las ou imaginá-las, e a partir deste ponto de vista, entendemos o “ImaginOrion” do artista, que as interpreta sobre sua óptica e poética visual, revelando toda a paleta de cores, como o hidrogênio deslumbrante rosa, azul hélio, nitrogênio vermelho, o azul esverdeado do oxigênio e os brancos estelares. Tais maravilhas do céu são iluminadas pelo artista, que nos permite deslumbrar seu trabalho como se estivéssemos diante de um poderoso telescópio.

Divulgação
Sobre o artista:
Natural de Antonina-PR, Luiz Felix vive em Curitiba, é artista plástico membro da Associação Profissional dos Artistas Plásticos do Paraná - APAP-PR. Cursou pintura no Círculo Militar do Paraná, História Social da Arte no Solar do Rosário, desenho no Centro de Criatividade de Curitiba e há mais de uma década frequenta o Atelier permanente de pintura na Associação Cultural Solar do Rosário com a Professora e artista visual Carla Schwab. Possui em seu currículo diversas mostras coletivas e individuais no Brasil e no exterior, tendo recebido menção honrosa no salão Internacional de Arte em Barcelona, Espanha. Possui acervos na Procuradoria-Geral da Justiça/Amazonas, 5o. Batalhão de Suprimento/5a. R.M/5a. Divisão EB, Colégio Militar de Curitiba e acervos privados no Brasil e exterior.


SERVIÇO:
Exposição: “ImaginOrion” de Luiz Felix
Local: La Pasta Gialla - Park Shopping Barigui
Endereço: Rua Pedro Viriato Parigot de Souza, 600 – Mossunguê
Curitiba-PR
Visitação: 21/06 à 21/09/2018
Horário de funcionamento do Shopping
Telefone: 41 3317-6910


La Pasta Gialla
Divulgação

Espaço Cultural IPO recebe a exposição Matrioshkas, de Eloir Jr.


Crédito: Carla Schwab


Matrioshkas são as protagonistas, e também o tema preferido no cenário pictórico de Eloir Jr., que através da representação destas tradicionais bonecas de encaixar, apresenta sua produção no Espaço Cultural IPO com curadoria de Carla Schwab e do próprio artista, numa coletânea dividida em dois repertórios: o lúdico, onde surgem referências a grandes personalidades artísticas e folclóricas, como Frida Kahlo e La Katrina, que figuram entre ornatos grafitados e policromáticos, e o sacro, com figurações de santos católicos no interior das matrioshkas em paisagens urbanas e paranistas.

Obras: Frida Babuszka, Matioszka São Franscisco e La Katrina.


Um passeio pela cultura do leste europeu, com pitadas mexicanas e teor paranista, esta é a proposta do artista que atribui estas figurações eslavas como sua assinatura artística, fazendo surgir um trabalho alegre e colorido e que resgata as memórias culturais trazidas pelos diversos povos, onde consegue demonstrar a convivência harmoniosa das etnias que fazem parte de sua terra natal, a terra de todas as gentes.

Crédito: Carla Schwab
Sobre o artista:
Eloir Jr. é artista visual curitibano, pós-graduado pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná e graduado pela Universidade Tuiuti do Paraná, curador e colunista cultural do Sztuka Kuritiba e Arte&Cultura Paranaense da Revista Paulista.

Expõe profissionalmente seus trabalhos artísticos em mostras individuais, coletivas e salões de arte desde 1997, com diversas premiações e algumas participações nas edições da Casa Cor Paraná. Suas obras estão em coleções de acervos nacionais, internacionais e livros de arte e cultura.
Em 2010 representou com suas pinturas o Estado do Paraná na cidade francesa de Vaire-Sur-Marne, em 2013 participou de exposição no Carrousel Du Louvre em Paris e em 2016 na Biblioteca Pública de Nova Iorque.

Há mais duas décadas é estudioso das etnias europeias que colonizaram o Paraná, com enfoque principal na cultura eslava da Polônia e Ucrânia, onde não só expressa a pintura sobre tela, como também o artesanato cultural destes países.
Seu trabalho resgata as memórias culturais trazidas pelos diversos povos. Inspirando-se nos folclores polonês, ucraniano entre outros. O artista consegue demonstrar a convivência harmoniosa das etnias com os ícones paranaenses como a gralha azul, araucárias e pinhões.

Serviço:
Exposição “Matrioshkas” de Eloir Jr.
De: Junho a Setembro/2018
Horário Livre
Local: Espaço Cultural do Hospital IPO
Endereço: Rua Goiás, 60 - Água Verde
41 – 3314-1500
Curitiba-PR
Entrada franca

Crédito: Carla Schwab
Sobre o Espaço Cultural IPO:
Fundado há 4 anos, o Espaço Cultural IPO localiza-se na sede principal do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia em Curitiba-PR e tornou-se uma referência artística, humana, de sociabilização e inclusão social que valoriza a produção artística, procurando humanizar através da arte os que ali trabalham ou vem em busca de saúde. Em 2017, durante as comemorações dos três anos de fundação do Espaço Cultural, a Instituição que o sedia também comemorou 25 anos, e em alusão a estas datas, lançou um livro artístico bilingue catalogando os artistas que por lá apresentaram seus trabalhos.

Hospital IPO
Divulgação


terça-feira, 15 de maio de 2018

Inaugura com sucesso a 16a.Semana Nacional de Museus no Espaço Cultural IPO


Artistas e suas obras - Crédito: Katia Velo

A mostra “A Contribuição Histórica da Mulher Negra no Brasil”,
coloca o espaço cultural IPO na 16ª Semana Nacional de Museus do IBRAM

O Espaço Cultural do Hospital IPO está participando da 16ª Semana Nacional de Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) com a realização da exposição coletiva “A Contribuição Histórica da Mulher Negra no Brasil” que reúne obras de 15 artistas plásticos curitibanos, sob a coordenação de Carla Schwab e Eloir Jr. 

A exposição foi aberta oficialmente nesta segunda-feira (14) com a presença dos autores das obras. A iniciativa celebra o Dia Internacional do Museu, que é comemorado no dia 18 de maio.

Divulgação

Segundo os coordenadores da exposição no IPO, a mostra busca resgatar a memória cultural que enriquece há séculos a expressão negra e permanecerá no espaço, com visitação gratuita, até 14 de junho. Ainda de acordo com eles, cada obra conta com um QR Code (endereço eletrônico) com o qual o público poderá obter informações complementares a respeito das obras. “O público poderá interagir com as obras buscando detalhes sobre as personalidades tratadas ou do ato cultural por meio do aparelho celular ou outro dispositivo móvel”, explica Eloir Jr.

Foto montagem divulgação

Obras
Fortes e liberais, artistas e guerreiras, amas de leite, escritoras, ativistas, mães e religiosas, todas as mulheres negras estão sendo muito bem retratadas em diferentes linguagens, técnicas e percepções artísticas de Ana Lectícia Mansur, Ari Vicentini, Bia Ferreira, Carla Schwab, Cecifrance Aquino, Celso Parubocz, EloirJr., Katia Velo, Kezia Talisin, Luciana Martins, Luiz Felix, Marcio Prodocimo, Oswaldo Fontoura Dias, Raquel Frota e Tania Leal.
Transcorridos 130 anos da assinatura da Lei Aurea, ainda observamos níveis de discriminação racial, porém a história nos narra a saga de personagens negras que exemplificam a incansável trajetória em busca de seus objetivos e direitos hoje adquiridos e relevantes para a construção do Brasil. Esta exposição tem como objetivo provocar a reflexão do visitante”, destaca Eloir Jr.

Serviço:
 Exposição “A Contribuição Histórica da Mulher Negra no Brasil”
Data: 13/05 a 14/06/2018 - Horário Livre
Local: Espaço Cultural IPO
Endereço: Rua Goiás, 60 - Água Verde / Térreo
Curitiba-PR

Crédito: Carla Schwab
Sobre o Espaço Cultural IPO 
Fundado há 4 anos, o Espaço Cultural IPO localiza-se na sede principal do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia em Curitiba-PR e tornou-se uma referência artística, humana, de sociabilização e inclusão social que valoriza a produção artística, procurando humanizar através da arte os que ali trabalham ou vem em busca de saúde.  Em 2017, durante as comemorações dos três anos de fundação do Espaço Cultural, a Instituição que o sedia também comemorou 25 anos, e em alusão a estas datas,  lançou um livro artístico bilingue catalogando os artistas que por lá apresentaram seus trabalhos.


segunda-feira, 7 de maio de 2018

"A Contribuição Histórica da Mulher Negra no Brasil"-16ª Semana Nacional de Museus no Espaço Cultural IPO

Obras: Divulgação

A Contribuição Histórica da Mulher Negra no Brasil

Dentro da 16ª edição da Semana Nacional de Museus, promovida pelo IBRAM (Instituto Brasileiro de Museus), 15 artistas curitibanos, coordenados pelos artistas visuais Carla Schwab e Eloir Jr., apresentam a exposição coletiva ”A Contribuição Histórica da Mulher Negra no Brasil”, no Espaço Cultural IPO. 

A mostra busca resgatar esta memória cultural que enriquece há séculos a expressão negra, e será inaugurada durante a semana de museus, celebrando o dia internacional do Museu em 18/05, permanecendo por 30 dias. 

Dentro do tema sugerido, a hiperconexão, acontecerá através do próprio público que irá interagir com as obras, obtendo informações através de QR Code que estarão disponíveis em cada trabalho apresentado, informando um breve relato histórico da personalidade ou ato cultural, gerando assim novos públicos , pois de imediato, tais informações serão compartilhadas a partir de um telefone celular ou qualquer outro dispositivo móvel, alcançando através do mesmo, um grande número de visitantes virtuais.

Artistas e suas obras

Sobre as obras em exposição:
Transcorridos 130 anos da assinatura da Lei Aurea, ainda observamos alguma discriminação quanto a raça, porém a história nos narra a saga de personalidades negras que exempleficam a incansável trajetória em busca de seus objetivos e direitos, hoje adquiridos e relevantes para a construção do Brasil.

Fortes e liberais, artistas e guerreiras, amas de leite, escritoras, ativistas, mães e religiosas, todas negras, todas mulheres, capazes como quaisquer outras de seu gênero, e que conquistaram seu espaço através de ações e atitudes que marcaram a história nacional são muito bem retratadas em diferentes linguagens, técnicas e percepções artísticas pelo grupo de artistas.

Artistas participantes: Ana Lectícia Mansur, Ari Vicentini, Bia Ferreira, Carla Schwab, Cecifrance Aquino, Celso Parubocz, EloirJr., Katia Velo, Kezia Talisin, Luciana Martins, Luiz Felix, Marcio Prodocimo, Oswaldo Fontoura Dias, Raquel Frota e Tania Leal.

Foto: Divulgação
Sobre o Espaço Cultural IPO:
Fundado há 4 anos, o Espaço Cultural IPO localiza-se na sede principal do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia em Curitiba-PR, e tornou-se uma referência artística, humana, de sociabilização e inclusão social que valoriza a produção artística, procurando humanizar através da arte os que ali trabalham ou vem em busca de saúde. Em 2017, durante as comemorações dos 03 anos de fundação do Espaço Cultural, a Instituição que o sedia também comemorou 25 anos, e em alusão a estas datas, lançou um livro artístico bilingue catalogando os artistas que por lá apresentaram seus trabalhos.

Serviço:
Exposição “A Contribuição Histórica da Mulher Negra no Brasil”
De: 13/05 a 14/06/2018 - Horário Livre
Local: Espaço Cultural IPO
Endereço: Rua Goiás, 60 
Água Verde
Térreo
41 – 3314-1500
Curitiba-PR
Entrada franca

Divulgação


quinta-feira, 19 de abril de 2018

Eloir Jr. ilustra o Selo Comemorativo ao Jubileu do Museu Municipal Cristóforo Colombo

Crédito: Secretaria de Comunicação de Colombo-PR
Na foto da esquerda para direita, o aritsta Eloir Jr., Rita Straioto, diretora do departamento de Cultura do município e o coordenador do Museu, Fabio Machioski.

Crédito: Secretaria de Comunicação de Colombo-PR
Na foto da esquerda para direita, o vereador e presidente da Câmara Municipal Vagner Brandão, o artista Eloir Jr.,  o coordenador do Museu, Fábio Machioski e o Vereador Issa da Paixão. 


A obra foi feita especialmente para o aniversário do Museu e fará parte do Selo Comemorativo dos 10 anos de sua existência.
No próximo dia 28 de abril, o Museu Municipal Cristóforo Colombo localizado no Parque da Uva em Colombo-PR, completa 10 anos de existência e em comemoração ao seu aniversário, o artista plastico curitibano Eloir Jr. presenteou-o na tarde de terça-feira, 17/04, com uma de suas criações artísticas. 

Obra: Museu Cristóforo Colombo de Eloir Jr.
A obra, criada especialmente para a centenária casa que abriga o Museu, retrata em acrílicas e padrão stencil decorativo sobre tela, a fachada arquitetural com seus tradicionais lambrequins brancos, num cenário de paisagem paranista com araucárias e uma revoada de gralhas azuis, onde sua assinatura artística, as famosas e tradicionais babuszkas, vestidas em trajes típicos italianos e carregando cestas com uvas, remetem não só a colonização italiana local, mas também a polonesa, cujas figurações interagem em primeiro plano na obra e marcam a presença cultural destas etnias, explica o artista.
Esta ponte cultural entre minha cidade natal, Curitiba, com o Município de Colombo, mais a celebração do aniversário do Museu, amalgamam a rotina e agenda cultural dos dois municípios, brindando a todos com muita arte, e coloco ainda que foi um prazer elaborar este trabalho e presenteá-lo ao Museu , pois engrandece o nosso Paraná e fortifica o labore cultural, e não há nada melhor que uma obra de arte ser recebida, hospedada e apreciada em um local próprio a ela”, conclui Eloir Jr.

Segundo o Coordenador do Museu Municipal Cristóforo Colombo, Fábio Luiz Machioski, a obra foi feita especialmente para o aniversário do Museu, fazendo parte das comemorações do jubileu e a partir da imagem será confeccionado o Selo Comemorativo aos 10 anos de sua existência.

Crédito: Secretaria de Comunicação de Colombo-PR
Na foto da esquerda para direita, as artistas Ana Lectícia Mansur, Carla Schwab e Eloir Jr., o coordenador do Museu, Fábio Machioski, o vereador e presidente da Câmara Municipal Vagner Brandão e o Vereador Issa da Paixão. 

O evento de entrega da obra e recepção ao artista, contou com a presença das artistas de Curitiba, Carla Schwab (esposa de Eloir Jr.) e Ana Lecticia Mansur, a mídia municipal, o jornalista Ivan de Colombo e diversas autoridades locais, sendo elas: o vereador e presidente da Câmara Municipal Vagner Brandão, Vereador Issa da Paixão, Rita Straioto, diretora do departamento de Cultura do município, e o Secretário de Comunicação Waldirlei Bueno.

Crédito: Lex Kozlik
Sobre o artista:
ELOIR JR. -Artista plástico curitibano, pós-graduado pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná e graduado pela Universidade Tuiuti do Paraná, curador e colunista cultural do Sztuka Kuritiba e Revista Paulista Coluna de Arte&Cultura Paranaense.
Expõe profissionalmente seus trabalhos artísticos em mostras individuais, coletivas, e salões de arte desde 1997, obtendo 12 premiações durante este período e suas obras estão em coleções de acervos nacionais, internacionais, livros de arte e cultura, museus e em algumas edições da CasaCor Paraná. Em 2010 representou o Estado do Paraná na cidade francesa de Vaire-Sur-Marne, em 2013 participou de exposição no Carrousel Du Louvre em Paris-France e em 2016 na The New York Public Library. A convite da Embaixada da Ucrânia no Brasil, o artista representou as artes visuais do Paraná durante o 24o. Sarau Chatô em Brasília-DF, que homenageou a Ucrânia e o Paraná em 2017.
Há mais de duas décadas atuando nas artes, é estudioso das etnias européias que imigraram e colonizaram a terra Paranaense, região sul do Brasil, com enfoque principal na cultura eslava da Polônia e Ucrânia, onde não só expressa a pintura sobre a tela, como também o artesanato cultural destes países.

Divulgação
Mais sobre o Museu
Localiza-se no Parque Municipal da Uva em Colombo-PR, é uma casa centenária fundada em 1905 e reaberta ao público como Museu em 2008.
Endereço: Rua Marechal Floriano Peixoto, 8771
Colombo-PR
Telefone: 3656-6612
https://www.facebook.com/Museu-Municipal-Crist%C3%B2foro-Colombo-624055641043387/


Crédito: Secretaria de Comunicação de Colombo-PR


Convite, divulgação






segunda-feira, 2 de abril de 2018

Exposição "Bailarinas" de Ana Lectícia Mansur, no La Rauxa Cafè i Bistrot


Divulgação

O temático e elegante La Rauxa Cafè i Bistrot no Ahú em Curitiba-PR, inaugurou em 09/03/2018, a exposição individual “Bailarinas” da artista Ana Lectícia Mansur.
Com curadoria de Carla Schwab e da própria artista, a mostra apresenta trabalhos em acrílicas sobre telas de diferentes dimensões, a coletânea traz o universo pictórico da artista através da recente produção “Bailarinas”.

Divulgação


Emocionada e criativa, Ana Lectícia que domina a linguagem Näif e tem como sua assinatura artística o universo feminino das “gordinhas”, nos conta como criou sua série.

Artista Ana Lectícia Mansur
Divulgação
Foram meses sonhando com elas..., rodopiando exibidas e colocando em pratica aprendizados nem sempre tão evidentes para uma vida. Entrar em cena, fazer a nossa parte, dar um passo no sentido contrário, trabalhar em grupo, agradecer e saber a hora de parar. "Timing é o segredo da comédia", já disse alguém famoso. Ao desenvolver esta série, procurei focar no encontro e no melhor aproveitamento do tempo, na beleza da dança e na desenvoltura que a vida exige. Os nomes compostos das bailarinas fazem menção a mulheres fortes, determinadas, de bem consigo, autênticas. "Ieda Francisca" veste uniforme de treino e rumo ao fundo abstrato, segue tranquila, segura. "Sonia Regina" mergulha na dança, flutua, mostra a graciosidade dos movimentos, enquanto as "Valentinas" revelam a singularidade de cada mulher no espetáculo da vida. A pintura ressurgiu no meu dia a dia, anos após minha primeira incursão, ainda na adolescência, pela necessidade de extrapolar a vida, de perpetuá-la nas suas emoções, convicções, ideais, sonhos. A pintura é minha forma de sentir, de aprender sobre mim, sobre o mundo e sobre os outros. Presentes em grande parte do meu trabalho, as gordinhas são uma forma de questionar as convenções, trazer à tona os preconceitos. Toda mulher é "gordinha", por mais magra que seja, sempre tem uma insatisfação com o seu corpo. Minha busca é pelas várias expressões do belo. "Beleza põe mesa", abre portas, atrai atenção. E a beleza está também nos olhos de quem a vê”.

Serviço:
Exposição “Bailarinas” de Ana Lectícia Mansur
Local: La Rauxa Cafè i Bistrot
Visitação: 09/03/2018 a 09/05/2018
Das 11h às 19h
Endereço: Rua Eurípedes Garcez do Nascimento, 906 – Ahú
Curitiba-PR
Telefone: 41 3049-6972

Divulgação


quarta-feira, 21 de março de 2018

"CAROL" - A pluralidade artística de Ana Carolina Garcia de Faria


A artista Carol e suas obras. 
Divulgação


Inclusão! Fazemos parte!
A inclusão é o privilégio de conviver com as diferenças!

ESPAÇO CAROL
Criado há quase dois anos, o Espaço Carol integra o Espaço Cultural IPO, e homenageia a artista Ana Carolina Garcia de Faria, a Carol, que tão bem transforma sua trissomia do amor, em belas obras de arte, nos oferecendo o privilégio de conviver com as diferenças. Desta forma potencializa a humanização através da arte, tornando o Espaço uma referência artística, de educação, sociabilização e inclusão social. Carol compõe com sua arte e biografia, seis páginas do Livro Artístico bilíngue comemorativo aos 25 anos do Hospital IPO, lançado em 2017, e está em ótima fase artística, trabalhando entre produções e encomendas, concluindo com maestria a recente série que integra a sua segunda exposição individual, e com muita simpatia e um largo sorriso, convida o público a apreciar”, expõe Eloir Jr., curador do Espaço Cultural IPO.

Panorama expositivo
Divulgação


Ana Carolina, ou Carol como é chamada pela família e pelos amigos, é uma menina moça de quarenta anos muito especial. Escolhemos o seu nome para batizar este espaço de arte porque ela representa um grupo de pessoas que enxerga a vida de um modo diferente. Como já disse Antoine de Saint-Exupéry: “... o essencial é invisível aos olhos”.
Ao conviver com Carol, percebemos que ela vê o mundo com o coração e assim também o representa. Nesta sua segunda exposição individual, a artista se mostra ainda mais madura, capaz de produzir séries e atender encomendas. Admiremos, então, seus santos, seus animais, suas flores e uma das inúmeras representações da figura mais importante na vida desta eterna criança que afirma estar “curada” da Síndrome de Down - sua mãe”, relata e convida para apreciar, Ana Lecticia Mansur, curadora do espaço Carol.

Sobre a Data representativa:
Dentre os 365 dias do ano, o “21/03” foi inteligentemente escolhido porque a Síndrome de Down é uma alteração genética no cromossomo “21”, que deve ser formado por um par, mas no caso das pessoas com a síndrome, aparece com “3” exemplares (trissomia). A ideia surgiu na Down Syndrome Internacional, na pessoa do geneticista da Universidade de Genebra, Stylianos E. Antonorakis, e foi referendada pela Organização das Nações Unidas em seu calendário oficial”. (Fonte www.movimentodown.org.br)

SERVIÇO:
Exposição: “CAROL” - A Pluralidade Artística de Ana Carolina Garcia de Faria
Curadoria: Ana Lectícia Mansur e Carla Schwab
Local: Espaço Carol-anexo do Espaço Cultural do Hospital IPO
Exposição de longa duração com visitação a partir de 21/03/2018
Horário Livre
Endereço: Avenida República Argentina, 2069 - Água Verde, entrada pela Rua Goiás, 60
Térreo
41 – 3314-1500
Curitiba-PR
Entrada Franca

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Exposição "Entre Portas e Janelas" no Espaço Cultural da COPEL


Logo: divulgação
Arte: Oswaldo Fontoura Dias

O conceituado espaço cultural da Companhia Paranaense de Energia-COPEL, apresenta até o final de março a criativa exposição “Entre Portas e Janelas”. A mostra conta com 12 inéditos trabalhos de onze artistas curitibanos, que executaram suas criações sobre estes diferentes suportes.

Divulgação


Itens indispensáveis na arquitetura, portas e janelas, limitam espaços, nos protegem dos sentidos e paradoxalmente nos expõe a eles abrindo vértices e escancarando novas realidades e possibilidades.

O universo tridimensional proporcionado por estes acessórios da construção civil servem como suportes para os artistas representarem suas ideologias, percepção artística, filosofia de vida e contexto em que estão inseridos.

Divulgação


A mostra coletiva idealizada pelo artista e designer Oswaldo Fontoura Dias, possibilita estas novas percepções sobre este vão “Entre Portas e Janelas” na visão criativa do artista.

A intenção é justamente fazer uma reflexão sobre a utilidade destes suportes, que transcendem o uso cotidiano e transformam-se em objetos/obras de arte. Esta interferência segue além de um fim decorativo e alcança o conceito atribuído pelo artista durante a execução de seu trabalho. Através da diversidade da expressão artística presente, um universo tridimensional carregado de significados, nasce”, comenta o coordenador da mostra, Oswaldo Fontoura Dias.

Artistas participantes: 
Ana Lectícia Mansur, Carla Schwab, Celso Parubocz, Eloir Jr., Felipe Sekula, Katia Velo, Kézia Talisin, Loire Nissen, Marcio Prodocimo, Oswaldo Fontoura Dias e Waltraud Sekula.


Serviço:
Exposição “Entre e Portas e Janelas”
Local: Espaço Cultural da COPEL
Visitação: de 20/02 a 31/03/2018
De segunda a sexta-feira em horário comercial mediante agendamento
Endereço: Rua José Izidoro Biazetto, 158-bl. A Mossunguê
Curitiba-PR
Telefone: 41 3331-3000
Entrada Franca 



quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

"Pêssankas, a Arte Milenar da Ucrânia” na Estação São Bento em SP


Crédito: Mara Porto e Jornalista Mauricio Coutinho

Em comemoração aos 27 anos de independência da Ucrânia e 127 anos da imigração ucraniana no Brasil, o Consulado Honorário da Ucrânia em SP e a Sociedade Ucraniano-Brasileira “Unificação” realizam mais uma edição da Exposição Oficial "Pêssankas, a Arte Milenar da Ucrânia”, na Vitrine Cultural do Metrô São Bento, Linha Azul, até 30 de março.

A mostra faz parte do projeto Linha da Cultura do governo do Estado de São Paulo, e ocorre pelas estações do metrô, e nesta edição está exposta na Vitrine Cultural.

Panorama expositivo



Com trabalhos exclusivos do artista curitibano Eloir Jr., que representa a cultura eslava de seu Estado natal, o Paraná, a coletânea aborda toda a tématica cultural da milenar Ucrânia, reunindo obras em pintura sobre tela, as tradicionais pêssankas e o artesanato no geral, narrando a história, a fé, a tradição e os costumes daquele País. Há mais de meia década o artista leva ao público da capital paulista e interior esta peculiar exposição, tendo apresentado-a também em algumas capitais brasileiras, o que lhe valeu o diploma de Mérito Cultural, conferido pelos organizadores do evento no Estado de São Paulo.

Foto montagem: Eloir Jr.
“A importância de uma exposição como esta, é firmar, aproximar e levar informações ao público sobre a história da colonização do nosso País, em especial a Região Sul, onde no Paraná os imigrantes ucranianos se estabeleceram em maior número, e hoje, através de seus descendentes, continuam a colaborar com o crescimento e a cultura do Brasil”, comenta o artista Eloir Jr.


Nas fotos: A Consulesa Márcia Rybka com a produtora cultural Mara Porto.
O Casal Consular, Jorge e Márcia Rybka com o Jornalista Mauricio Coutinho

A cultura ucraniana sempre foi conhecida pela qualidade de seu artesanato, afirmam Jorge e Márcia Rybka, Cônsul e Consulesa Honorários da Ucrânia em São Paulo. “Incluindo desde a decoração de pêssankas, bordados, toalhas, chamadas de rushneks, roupas, xilogravuras e pinturas de bonecas, criando um estilo próprio e único em suas danças e cultura em geral”, concluem.




Curadoria: Jornalista Maurício Coutinho / Produção Cultural: Mara Porto
Apoio Cultural: Sincoplastic, Consulado Honorário Ucrânia/SP e Sociedade Ucraniano-Brasileira Unificação, Jornalista Olga Samila, Raquel Zanelatto e Prefeitura de Itaiópolis-SC
Informações: 011 99803.9796 - mauricioimprensa@yahoo.com.br

Divulgação